CAMPANHA DE DELIVERY COM DRONES

DRONE-1
Divulgação

PROJETO ASA

Um dos novos inventos do Google, saindo do forno nos próximos meses, envolve diretamente a vida de todos nós que gostamos de pedir aquela pizza de sexta-feira pelo sistema de delivery (tele-entrega). Com o título “Wing Project” (Projeto Asa), a empresa deve começar a oferecer pacotes do produto já em 2017. De acordo com a patente registrada em 2014, o Google quer entregar encomendas utilizando “recipientes móveis de entrega”, – efetivamente uma caixa sobre rodas, pequenos veículos que podem levar pacotes e produto para um “local seguro”.

DRONE-MED
Divulgação

DRONE GOOGLE

Esse projeto com cara de filme de ficção científica ainda requer uma série de ajustes. O fornecimento de instruções de entrega detalhados para drones pode ser um entrave para o sistema de visão limitado do dispositivo de entrega. Como, por exemplo, reconhecer o destinatário do pacote? Como proteger a encomenda para que ela não seja roubada? Uma das soluções pode ser a utilização de beacons infravermelhos, espécie de GPS. Nos bastidores, algumas empresas já estão se habilitando para forjar uma aliança com o Google (uma delas é a Amazon). Diferentemente da maioria dos fabricantes de aviões não tripulados, o Google’s Project Wing está fazendo experimentos com drones que se assemelham a planadores.

DRONE-AMAZON
Divulgação

DRONE AMAZON

Independente da possível parceria com o Google, a Amazon montou sua base de pesquisas em Cambridge, na Inglaterra. Na última semana, foram disparados novos testes com seu Delivery Drone Service. A operação piloto segue no sudeste da cidade até outubro.  A empresa noticiou que criará mais de mil postos de trabalho, e já está caça de engenheiros e mais especialistas em drones para avançar no seu projeto. Desde 2012, quando comprou a startup EVI Tecnologies, a Amazon faz seu ensaio de orquestra com a modalidade. Trabalhando num alcance de até 15 milhas, a Amazon afirmou que seus drones completam suas missões menos de 30 minutos. Entre outros testes já realizados, a empresa alemã DHL criou um “Parcelcopter” (pequeno veículo aéreo) para transferir remédios e outros suprimentos médicos até uma ilha remota na costa Norte da Alemanha. Outro detalhe importante é que a utilização dessas diminutas aeronaves irão promover consideráveis mudanças nas regras de aviação civil.

Veja vídeos:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s